Conheça e participe da campanha Outubro Rosa - Gráfica GIV Online

Conheça e participe da campanha Outubro Rosa

Seja muito bem-vindo ao Outubro Rosa, parceiro! Este mês é inteiramente dedicado à maior campanha internacional de conscientização e sensibilização do câncer de mama. Então, continue a leitura para conhecer mais sobre essa causa, a doença e sua prevenção.

A campanha Outubro Rosa – que tem como símbolos o laço ou a fita na cor rosa – foi criada em 1990, pela companhia Susan G. Komen Breast Cancer Foundation, nos EUA, tendo como primeira mobilização e agente disseminador uma corrida em prol da causa, na cidade de Nova Iorque. Anos depois, com sua popularização no mundo, o movimento chega a passarelas, cartazes, eventos, palestras, ações sociais (hospitais públicos e privados prestam atendimentos gratuitos), sendo, na maioria das vezes, eventos abertos ao público geral. O que não falta é opção para participar.

 

Mas afinal, o que é o câncer de mama?

O Câncer de Mama é causado pela multiplicação desenfreada das células mamárias, que leva ao desenvolvimento dos famosos tumores malignos. Vale ressaltar que existem diversos tipos da doença, influenciados pela causa e pelo funcionamento do organismo do paciente, o que afeta diretamente o seu tempo de desenvolvimento.

Ao contrário do que muitos pensam, essa doença pode, sim, se desenvolver em homens, porém é reconhecida como o segundo câncer que mais atingem o sexo feminino no mundo. Em 2017, por exemplo, houve 16.927 casos fatais da doença, sendo 16.724 mulheres e 203 homens, segundo dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer).

 

Quais os sintomas?

Dentre os sintomas mais comuns, podemos citar o crescimento do nódulo (caroço), mudança na textura e/ou no formato das mamas, secreção ou sangramento nos mamilos e alteração no tamanho e/ou formato dos mesmos.

Tais sintomas podem ser agravados ou desencadeados pela obesidade após a menopausa, sedentarismo, menstruação precoce (antes dos 12 anos), maus hábitos alimentares e mais.

 

Como se prevenir?

Para começar é imprescindível destacarmos a importância e necessidade da realização de mamografia (periodicamente), que é uma espécie de raio X com alto grau de precisão em seus diagnósticos (podendo detectar nódulos com tamanhos inferiores a 1cm; ou do autoexame, que apesar de ser menos preciso possui alto grau de eficácia e pode colaborar para o diagnóstico (um pouco menos precoce que a opção anterior, mas bastante eficaz e viável, financeiramente falando). Para fazer o autoexame é simples, basta seguir os seguintes passos:

 

  1. Analise os seios em frente ao espelho (com os braços relaxados, erguidos e, depois, com as mãos na cintura);
  2. Comece o processo de “palpação”. Junte os dedos e os mantenha juntos e esticados e então levante o braço esquerdo e coloque a mão atrás da cabeça; use a mão direita para apalpar a ama esquerda fazendo movimentos circulares, de cima para baixo. Depois, pressione o mamilo e analise a região próxima à axila (textura e através da palpação);
  3. Pronto!

 

Em todo caso, procure um médico! O diagnóstico precoce e preciso asseguram mais de 90% de chance de recuperação e tratamento. Além disso, aposte em hábitos saudáveis (prática de atividades físicas e alimentação saudável).

Cuide-se e apoie essa causa!

E aí, gostou? Deixe suas sugestões aqui nos comentários. Até a próxima!

Banner Preço Imbatível Melhor Prazo GIV Gráfica Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *